Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Perry estreia em debate republicano e alfineta Romney

Por Por Robyn Beck 8 set 2011, 10h51

O governador do Texas, Rick Perry, fez sua aguardada estreia em um debate republicano na quarta-feira, semanas depois de se tornar um dos principais pré-candidatos a lutar contra Barack Obama pela Presidência americana nas eleições de 2012.

Perry e Mitt Romney trocaram farpas no crucial tema do emprego, marcando as diferença de seus governos no Texas e em Massachusetts.

“O que os americanos estão buscando é alguém que possa fazer com que este país trabalhe de novo”, disse Perry, rebatendo o argumento de Romney de que criou dezenas de milhares de postos de trabalho nas empresas que apoiou como gestor de fundos de investimentos.

“Romney fez um grande trabalho de criação de empregos no setor privado em todo o mundo”, disse Perry, sugerindo que os novos postos de trabalho foram criados mais no exterior do que nos Estados Unidos.

O ex-governador de Massachusetts destacou seu papel na criação de empregos, ao destacar que seu estado criou mais postos de trabalho que o presidente Obama em todo o país.

O emprego e a fragilidade da economia americana foram destaques no debate, horas antes de Obama pronunciar um discurso importante com medidas para estimular a criação de postos de trabalho e recuperar sua credibilidade.

Perry parecia relaxado ao chegar para o debate na biblioteca presidencial Ronald Regan, na Califórnia.

Continua após a publicidade

O governador do Texas entrou na disputa pela indicação do Partido Republicano no mês passado e já aparece em primeiro lugar nas pesquisas, à frente de Romney.

Duas pesquisas divulgadas nesta semana mostram a vantagem de Perry: a da NBC News/Wall Street Journal aponta 38% contra 23% para Romney, enquanto a Washington Post/ABC News apresenta resultado de 27% contra 22%.

No debate, a favorita do movimento ultraconservador Tea Party, Michele Bachmann, tentou recuperar o centro das atenções, roubado por Perry.

Também participaram do encontro o ex-presidente da Câmara de Representantes, Newt Gingrich; Ron Paul, do Texas; o empresário Herman Cain; o ex-senador Rick Santorum da Pensilvânia; e o ex-governador de Utah e enviado americano na China, Jon Huntsman.

Na estreia, Perry – que deveria ter participado em seu primeiro debate republicano no início da semana, mas que desistiu no último momento devido aos incêndios que afetam o Texas – foi o foco de todos.

Alguns analistas acreditam, no entanto, que as posições mais extremas do político podem provocar problemas a longo prazo.

Steve Schmidt, que dirigiu a campanha de 2008 de John McCain, elogiou Perry, mas expressou dúvidas sobre a retórica do político, que falou sobre “tamanho do governo”, “cortar a cabeça da serpente” e chamou o presidente Obama de “mentiroso”.

“Todas estas coisas podem não provocar uma reação negativa nas primárias republicanas, mas é muito problemático no contexto de uma eleição geral, quando vocês está tentando vencer em estados indecisos”, destacou.

Continua após a publicidade
Publicidade