Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Perfil de menina síria que tuitava de Alepo desaparece do Twitter

O perfil de Bana Alabed, de apenas 7 anos, foi apagado da rede social

Por Da redação Atualizado em 10 dez 2018, 10h15 - Publicado em 5 dez 2016, 11h48

A menina síria que ganhou a atenção do mundo com sua conta no Twitter, em que relatava seu dia a dia na cidade síria de Alepo, sumiu das redes sociais nesse domingo. O último tuíte de Bana Alabed, de 7 anos, foi publicado por sua mãe, Fatemah, que também postava mensagens no perfil para os mais de 100.000 seguidores de diversas partes do mundo.

“Estamos certos de que o Exército está nos capturando agora. Nós nos veremos algum dia, querido mundo. Adeus – Fatemah #Aleppo”, dizia o tuíte. Em seguida, o perfil foi apagado e ninguém sabe o motivo.

Bana e sua família – pai, mãe e dois irmãos mais novos – viviam na parte leste de Alepo, controlada pelos rebeldes e sob forte ataque das forças do regime sírio, apoiado por bombardeios russos.

As mensagens de Bana há vinham preocupando seus seguidores desde o fim de novembro, depois que o regime intensificou a ofensiva contra Alepo. No dia 27, a garota deixou um tuíte trágico: “Esta noite nós não temos casa, ela foi bombardeada e eu estou em escombros. Vi mortes e quase morri – Bana #Aleppo”.

Ainda no dia 27 de novembro, a garota síria usou a rede social para pedir orações, pois a cidade estava sob forte bombardeio. “Entre a vida e a morte agora, por favor, sigam orando por nós”.

A mãe de Bana criou o perfil no Twitter em setembro para a filha “dividir com o mundo nossa vida”, enquanto o Exército do ditador Bashar Assad lançava uma ofensiva para recapturar Alepo das mãos dos rebeldes, que contam com o apoio dos Estados Unidos.

Além da rotina das crianças, Bana e Fatemah mostraram, em vídeo, os horrores da guerra, com imagens da vizinhança destruída por ataques aéreos e sons dos bombardeios.

No mês passado, a escritora J.K. Rowling, autora da saga Harry Potter, enviou e-books da série do popular bruxo adolescente, depois que a garota tuitou que gostava de ler “para esquecer a guerra”.

https://www.youtube.com/watch?v=P-K_tpIWhs4

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)