Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Peña Nieto pede à esquerda respeito à decisão das urnas

Obama liga para novo presidente mexicano para parabenizá-lo pela vitória

O virtual vencedor das eleições presidenciais mexicanas, Enrique Peña Nieto, pediu nesta segunda-feira ao candidato da esquerda, Andrés Manuel López Obrador, ‘respeito e civilidade’ à decisão tomada no domingo nas urnas. Obrador, do PRD, se negou a reconhecer a derrota. O ex-prefeito da Cidade do México disse que vai esperar a ‘apuração legal’ dos votos.

Leia também:

Leia também: PRI terá maioria no Congresso mexicano, diz imprensa

“Obrador deveria ter uma atitude de respeito e civilidade que levasse ao reconhecimento da decisão da maioria dos mexicanos”, disse Peña Nieto em um encontro a jornalistas estrangeiros, o primeiro depois do pleito de domingo.

A postura do esquerdista lembra sua posição assumida após as eleições presidenciais de 2006, quando perdeu por uma diferença de 0,56 ponto percentual frente ao conservador Felipe Calderón. Ele nunca reconheceu os resultados de 2006 (ainda se declara vencedor da disputa de seis anos atrás), esgotou todos os recursos legais para reivindicar a vitória que dizia ter conseguido e mobilizou seus seguidores para que apoiassem sua reivindicação nas ruas.

O conselheiro presidente do Instituto Federal Eleitoral (IFE), Leonardo Valdés, disse nesta segunda-feira que confia não haver um conflito pós-eleitoral fora dos meios legais no México. No entanto, o titular do IFE, ‘árbitro’ do pleito mexicano, admitiu que ainda é preciso esperar mais pela contagem dos votos, após afirmar que o processo de qualificação e, em consequência, do resultado final das eleições ‘é longo’.

Apuração – Com 93,62% das urnas apuradas até agora, Peña Nieto segue na dianteira com 37,96% dos votos. Em segundo lugar está o candidato López Obrador, com 31,79% dos votos, seguido pela postulante do governista Ação Nacional (PAN), Josefina Vázquez Mota, com 25,45%.

Diversos países já reconheceram a vitória de Peña Nieto, além da União Europeia (UE). O presidente Barack Obama telefonou para felicitar Peña Nieto pelo triunfo em um processo eleitoral ‘livre, justo e transparente’, e reafirmar a ‘estreita cooperação’ entre os dois países. Durante sua conversa por telefone, Obama reiterou a Peña Nieto seu ‘compromisso de trabalhar em associação com o México’ e disse que espera ‘avançar em objetivos comuns’ como a promoção da democracia, a prosperidade econômica e a segurança na região.

(Com agência EFE)