Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Pelo menos um morto e dezenas de feridos em explosões no sul da Tailândia

Por Muhammed Sabri - 25 out 2011, 16h47

Uma série de explosões coordenadas deixou nesta terça-feira pelo menos um morto e dezenas de feridos no extremo sul da Tailândia, onde atuam insurgentes desde 2004, indicaram as autoridades locais.

Pelo menos 15 explosões foram ouvidas em Yala. Elas causaram a morte de um civil e deixaram dezenas de feridos, indicou o governador da cidade, Krisada Boonrach, acrescentando que dois insurgentes tinham morrido na explosão das cargas que levavam antes do tempo.

“Várias bombas explodiram. Continuo ouvindo explosões”, declarou por telefone à AFP um policial de Yala.

A insurreição deixou mais de 4.800 mortos desde janeiro de 2004 nesta região que fazia parte da Malásia até o começo do século XX, onde grupos insurgentes lutam contra o governo de Bangcoc.

Publicidade

Embora o conflito seja de natureza política, tem uma dimensão religiosa em uma população cuja maioria pertence à etnia malaia, de confissão muçulmana, ao contrário do restante da Tailândia, majoritariamente budista.

Publicidade