Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pelo menos 12 mortos em atentado contra a Otan no norte do Afeganistão

Pelo menos doze pessoas morreram nesta quarta-feira em um atentado suicida reivindicado pelos talibãs contra a força internacional da Otan (Isaf) no norte do Afeganistão, segundo o Exército norueguês, que afirmou que nenhum de seus soldados foi morto.

Mas a Isaf anunciou paralelamente que três de seus militares haviam morrido nesta quarta em uma explosão no norte, negando-se a indicar se se trata ou não de um atentado suicida.

O ataque mencionado por Oslo foi registrado na província de Faryab, uma região onde a maior parte dos soldados da Isaf é norueguesa e não é atacada pela guerrilha dos talibãs.

Os insurgentes reivindicaram o atentado em seu portal na internet Voice of Jihad, afirmando que oito estrangeiros tinham morrido e que seis tinham ficado feridos.

“Um homem que usava uma jaqueta de terrorista em uma moto cheia de explosivos atacou as forças estrangeiras perto de uma base estrangeira em Maymana”, capital de Faryab, relatou à AFP o tenente Mohamad Ahmadzai, porta-voz da polícia afegã no norte.

O tenente-coronel John Espen Lien, porta-voz do Estado-Maior norueguês, indicou à AFP que o ataque tinha deixado pelo menos 12 mortos. “Mas ainda é um número provisório”, acrescentou, indicando que “nenhum soldado norueguês estava envolvido ou estava nas imediações no momento do atentado”.

O chefe da polícia provincial, Abdul Jaliq Aqasai, indicou à AFP que quatro policiais afegãos tinham morrido e que militares americanos haviam dito a ele que quatro membros da Isaf também tinham sido mortos.

“A explosão foi potente. Matou seis civis e quatro policiais. Vinte pessoas, entre elas quatro policiais, ficaram feridas”, segundo o porta-voz policial, tenente Ahmadzai, que indicou que “não está a par de baixas entre as tropas estrangeiras”.

Segundo um médico do hospital da cidade, cinco corpos e 26 feridos foram levados para o centro depois do ataque.