Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Passageiros do cruzeiro dados como desaparecidos são localizados em Roma

Por Da Redação 15 jan 2012, 09h16

Roma, 15 jan (EFE).- Dois japoneses que estavam a bordo do cruzeiro ‘Costa Concordia’ que encalhou em águas da ilha italiana de Giglio foram localizados em Roma, e se somam aos três sobreviventes localizados no navio nas últimas horas.

Neste domingo, o prefeito de Grosseto, Giuseppe Linardi, informou que os dois passageiros constavam da lista de 40 desaparecidos, mas se apresentaram nesta manhã em Roma.

Os japoneses relataram que depois de chegarem até o porto de Santo Stefano foram de ônibus com mais outros dois amigos, também do Japão, para Roma.

Ao contrário desses dois últimos, eles não se identificaram às autoridades logo após a chegada, gerando a confusão que levou a inclusão de seus nomes na lista de desaparecidos.

Linardi admitiu que o processo de identificação dos passageiros está sendo complicado, porque em sua grande maioria os turistas são estrangeiros e podem ocorrer erros na transcrição dos sobrenomes, principalmente na grafia.

Continua após a publicidade

Neste domingo foram localizadas no interior do navio três pessoas, um casal de recém-casados coreanos e o comissário-chefe da embarcação.

Os coreanos – Hye Jim Jeong e Kideok Han, ambos de 29 anos – foram encontrados no interior da cabine que ocupavam, no oitavo andar. O casal, em viagem de lua de mel, tinha embarcado no porto de Civitavecchia, a 70 quilômetros ao norte de Roma, poucas horas antes do naufrágio.

Levados para um hospital da localidade de Orbetello, já foram liberados e estão a caminho de Roma.

O comissário-chefe do ‘Costa Concordia’, Marrico Giampetroni, foi achado em uma área alagada e os bombeiros, embora já tenham chegado até ele, ainda não o retiraram do navio porque a ala está em ruínas e os técnicos atuam com muita cautela.

Até agora, os mortos no acidente com o maior navio da companhia italiana Costa Cruzeiros se mantém em três, um peruano membro da tripulação e dois turistas franceses.

Os feridos somam cerca de 50 e os desaparecidos 36 pelas últimas estimativas dos bombeiros. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade