Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Partido mexicano é repreendido por propaganda em embalagem de tortilha

Segundo órgão eleitoral mexicano, prática pode afetar a liberdade dos eleitores

Desesperado para alcançar o candidato de oposição que lidera as pesquisas há tempos, dois partidos do México se envolveram em uma polêmica ligada à utilização de uma embalagem de tortilha, a massa usada para fazer tacos.

Em uma “sessão extraordinária urgente”, a autoridade eleitoral do México ordenou que o Partido da Ação Nacional (PAN), de centro-direita, pare de distribuir tortilhas embrulhadas em papéis com slogans de campanha aos eleitores, depois que o governista Partido Revolucionário Institucional (PRI) fez a denúncia.

Massa sem fermento normalmente feita de milho, a tortilha é onipresente no México, que elegerá um número recorde de candidatos, incluindo o presidente, no dia 1º de julho.

Na noite de domingo (24) o Instituto Nacional Eleitoral (INE) disse que o recurso de propaganda empregado pelo PAN viola as normas legais existentes, pois pode afetar a liberdade dos eleitores, além de não ser fabricado com têxteis ou materiais recicláveis.

“A lei eleitoral proíbe partidos políticos e candidatos de fornecer qualquer tipo de material em que qualquer benefício direto, indireto, mediato ou imediato, em espécie ou em dinheiro, seja oferecido ou entregue através de qualquer sistema que implique em fornecer um bem ou serviço, seja por si ou por pessoa interpessoal “, afirmou o INE em seu site.

O instituto deu 24 horas para a empresa responsável pelas embalagens irregulares encerrar a produção.

Pesquisas de opinião mostram que o postulante de esquerda Andrés Manuel López Obrador tem uma grande vantagem na corrida presidencial e que os candidatos do PRI e do PAN –os dois únicos partidos que governaram o México moderno– estão brigando pelo segundo lugar.

A campanha eleitoral vem sendo marcada por níveis de violência inéditos contra candidatos e políticos.

(Com Reuters)