Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Partido Liberal teme confronto e cancela ato pró-Franco

Havia a suspeita de que apoiadores de Lugo se infiltrariam na manifestação

O presidente do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), senador Blas Llano, anunciou nesta terça-feira o cancelamento de um grande ato de apoio ao novo presidente, Federico Franco, marcado para as 18 horas desta quarta na Praça das Armas, na capital Assunção. Segundo Llano, a inteligência da polícia obteve informações de que apoiadores do presidente deposto Fernando Lugo, armados, se infiltrariam no evento para provocar tumulto.

Leia também:

Leia também: Federico Franco aconselha Dilma a ouvir os ‘brasiguaios’

A decisão do Partido Liberal foi tomada depois de uma reunião no diretório nacional do partido, na qual Llano apresentou a seus partidários dados fornecidos pelo ministro do Interior, Carmelo Caballero. Além dos infiltrados, partidários de Lugo chamaram um protesto para a mesma data e local, afirmou o presidente do Partido Liberal, em nota. Segundo ele, confrontos dariam “motivo à comunidade internacional para insistir nas críticas contra a legalidade e legitimidade do atual governo”.

O novo presidente paraguaio, Federico Franco, é filiado ao Partido Liberal. O senador Blas Llano é pré-candidato da sigla à presidência da República, na eleição de abril de 2013. O ato pró-Franco foi anunciado na segunda-feira pelo PLRA. No mesmo dia, cerca de uma centena de camponeses chegou à capital e acampou em frente à TV pública paraguaia, em protesto pelo que chamam de “golpe contra Lugo”.

Normalidade – Apesar dos rumores sobre possíveis confrontos, o clima em Assunção era de tranquilidade nesta terça-feira. Escolas, prédios públicos e o comércio funcionaram normalmente. Em frente à sede do governo, o Palácio de López, o policiamento era normal, sem bloqueios nem contingente extra.