Clique e assine a partir de 9,90/mês

Partido Democrata confirma Joe Biden como candidato à presidência dos EUA

Biden vai enfrentar o atual presidente Donald Trump na eleição marcada para o dia 3 de novembro

Por Da Redação - 19 ago 2020, 00h14

O Partido Democrata nomeou oficialmente Joe Biden como seu candidato à presidência dos Estados Unidos, como Kamala Harris como vice. Biden vai enfrentar o atual presidente Donald Trump na eleição marcada para o dia 3 de novembro.

Delegados de todos os 50 estados e sete territórios votaram virtualmente na noite desta terça-feira, 18, por meio de vídeos enviados ao partido para confirmar Biden como candidato no segundo dia da convenção democrata realizada na cidade de Milwaukee.

A exemplo da noite inicial da convenção democrata, mais uma vez nomes influentes do Partido Republicano apareceram apoiando Biden. Desta vez, a primeira a falar foi Sally Yates, ex-procuradora-geral que entrou em confronto com Trump durante sua passagem pelo Departamento de Justiça.

Em um vídeo, o ex-secretário de Estado republicano Colin Powell afirmou que pretende votar no democrata porque é preciso “restaurar valores à Casa Branca”.

Além deles, Cindy McCain, viúva do senador John McCain, que disputou a presidência com Barack Obama em 2008, gravou um vídeo falando da aparentemente improvável amizade entre os dois políticos de partidos adversários.

O ex-presidente dos EUA Bill Clinton foi escalado para fazer ataques fortes e diretos a Donald Trump na convenção democrata, mas seu papel foi reduzido a um discurso de cinco minutos na noite que uniu jovem e velha guarda do partido: “Em um momento como este, o Salão Oval deveria ser um centro de comando. Em vez disso, é um centro de tempestade. Existe apenas caos. Só uma coisa nunca muda, sua determinação em negar responsabilidade e transferir a culpa. A bola nunca para por aí”, afirmou o ex-presidente.

Outra estrela democrata, a deputada Alexandria Ocasio-Cortez, da ala progressista, discursou por apenas um minuto para defender o legado do progressista Bernie Sanders, que apareceu na primeira noite da convenção do partido, nesta segunda-feira, e pediu para seus eleitores votarem em Biden.

Continua após a publicidade
Publicidade