Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Partido de birmanesa vencedora do Nobel prepara seu retorno político

Por Da Redação 13 dez 2011, 08h52

Bangcoc, 13 dez (EFE) – O partido liderado por Aung San Suu Kyi, vencedora do Prêmio Nobel da Paz desse ano, e que foi legalizado pelo governo birmanês após mais de duas décadas de perseguição, prepara seu retorno ao cenário político e disputará as eleições legislativas de 2012.

A Comissão Eleitoral do país aprovou nesta segunda-feira a documentação apresentada pela Liga Nacional pela Democracia (LND), que entre outros requisitos contém os nomes dos 21 dirigentes do partido, incluído o de Suu Kyi, que será a secretária-geral da legenda.

O pedido de reconhecimento da Liga aconteceu cinco dias antes da visita a Mianmar da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que se reuniu com o presidente do país, Thein Sein, para pedir que as reformas políticas e econômicas continuem.

O partido foi obrigado a fechar vários de seus escritórios espalhados por Mianmar durante o regime militar que governou o país. Vários ativistas chegaram a ser presos. Nesta segunda, a Liga apresentou sua nova bandeira.

O LND ganhou as eleições de 1990, mas o resultado nunca foi aceito pelos militares. Em 2010, ao negar-se a participar de nova votação, a Liga foi considerada ilegal.

Os planos imediatos do partido são selecionar os candidatos que participarão das próximas eleições.

Em 5 de novembro, o presidente do país assinou decreto que aprovou as emendas introduzidas na lei de partidos políticos, que a Liga considerava antidemocrática.

Uma das três cláusulas que foram eliminadas era a que proibia uma pessoa condenada pela justiça a ser membro de um partido político, como era o caso de Suu Kyi e de milhares de ativistas. A vencedora do Nobel esteve presa por quase 15 anos.

O principal adversário da LND é o partido Solidariedade e Desenvolvimento da União, liderado pelo ex-general Thein Sein, que venceu as eleições no ano passado após mais de duas décadas de regime militar. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade