Clique e assine a partir de 9,90/mês

Partidários do presidente em fim de mandato atacam sede de órgão da ONU

Testemunhas dizem que Palácio Presidencial, refúgio de Gbagbo, está em chamas

Por Da Redação - 1 abr 2011, 17h41

As forças especiais do presidente em fim de mandato da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, atiraram nesta sexta-feira contra a sede da Missão das Nações Unidas na Costa do Marfim (Onuci). As tropas da Onuci responderam aos disparos, o que provocou uma troca de projéteis de pelo menos três horas. Enquanto isso, aumenta a intensidade dos combates em Abidjan, sobretudo no bairro de Le Plateau, no qual se encontra o Palácio Presidencial, atual refúgio de Gbagbo, que está em chamas, segundo testemunhas contaram à agência de notícias EFE.

A Costa do Marfim vive uma situação instável desde as eleições de novembro do ano passado, em que Alassane Ouattara triunfou nas urnas, mas Gbagbo se recusou a aceitar o resultado. A ONU foi uma das instituições internacionais que reconheceu a derrota de Gbagbo no pleito.

A Onuci explicou em comunicado que uma de suas patrulhas enviadas para reforçar a ação militar dos Capacetes Azuis no aeroporto internacional Felix Houphouet Boigny recebeu disparos por parte de um grupo de jovens armados. Segundo o texto, outra equipe da Onuci também sofreu um ataque nas imediações da sede da televisão estatal RTI, que caiu na noite desta quinta-feira à noite nas mãos das Forças Revolucionárias da Costa do Marfim (FRCI), favoráveis a Ouattara.

(Com agência EFE)


Publicidade