Clique e assine com até 92% de desconto

Partidários de Timochenko protestam contra sua prisão

Por Genya Savilov 6 ago 2011, 16h42

Partidários da ex-primeira minista ucraniana Ioulia Timochenko iniciaram neste sábado um ‘sit-in’ (protesto no qual os manifestantes permanecem sentados num local publico) para mostrar sua oposição à sua detenção.

Centenas de pessoas, entre elas parlamentares do país, montaram cerca de 30 barracas perto do tribunal, na avenida Khrechtchatik, principal rua de Kiev, e expressaram sua intenção de permanecer no local até a libertação da ex-primeira ministra.

O famoso boxeador ucraniano Vitali Klitschko, que, juntamente com seu irmão Vladimir, já tinha ficado em primeira linha na Revolução Laranja, que levou o partido de Timochenko ao poder, interrompeu seus treinos para “lutar pela democracia”.

A prisão de Timochenko “pode ter como consequência o isolamento internacional da Ucrânia, que pode acabar com as aspirações dos ucranianos de viver num país democrático”, declarou o pugilista em seu blog.

A ex-primeira ministra e principal figura da oposição ao atual regime foi detida de forma provisória pelo tribunal de Kiev, sob a acusação de abuso de poder.

Continua após a publicidade
Publicidade