Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Parlamento do Paquistão aprova resolução de apoio à democracia

Islamabad, 16 jan (EFE).- O Parlamento do Paquistão aprovou nesta segunda-feira uma declaração de apoio à democracia que o governo tinha apresentado em um momento de instabilidade política e de tensões com o Exército e a Corte Suprema.

‘Hoje é o melhor dia para a democracia’, disse ao plenário o primeiro-ministro do país, Yousuf Raza Gillani.

Os parlamentares aprovaram a resolução mediante o voto de voz, um procedimento usado nos sistemas parlamentares sul-asiáticos – herdeiros do britânico – quando a iniciativa não requer mais de uma maioria simples.

Uma arrasadora maioria disse ‘sim’ quando a presidente da casa baixa do Legislativo, Fahmida Mirza, perguntou aos deputados por seu voto.

O governo liderado pelo Partido Popular do Paquistão (PPP) – do presidente Asif Ali Zardari – tinha apresentado o texto na sexta-feira passada, mas nesta segunda-feira introduziu emendas para satisfazer a oposição.

As mudanças buscam ressaltar o apoio à democracia, e não ao atual governo, assim como lembrar que a soberania da República Islâmica cabe somente a Alá (Deus).

Antes da votação, Gillani foi acusado pelo Supremo de desacato por não cumprir seus veredictos e foi intimado a depor na Justiça no próximo dia 19.

O PPP buscava aprovar a resolução para fazer uma demonstração de força política, em meio a um clima de desconfiança institucional e de especulações sobre um possível golpe de Estado. EFE