Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Paquistão tem 700 escolas destruídas pelo terremoto; vítimas passam de 360

O país registra 248 mortos e 1.656 feridos, enquanto no Afeganistão tem 115 mortos e 538 feridos. Paquistão também teve mais de 4.000 casas destruídas pelo forte tremor

Por Da Redação 28 out 2015, 07h58

Pelo menos 110 escolas foram completamente destruídas e outras 603 ficaram seriamente danificadas na província de Khyber Pakhtunkhwa, a mais atingida no Paquistão pelo terremoto de magnitude 7,5 que sacudiu na segunda-feira o Afeganistão e deixou 363 mortos nos dois países, revelou o governo paquistanês nesta quarta-feira. A Comissão Nacional para o Desenvolvimento Humano do Paquistão informou que o distrito mais atingido dessa província, que faz fronteira com o Afeganistão, é Dir, com 47 escolas destruídas e 294 gravemente danificadas, que não podem ser usadas por oferecerem riscos aos alunos e professores.

Muitas escolas de Dir estavam situadas nas montanhas, em vilarejos remotos. Com isso, as crianças que frequentavam essas instituições vão ficar sem aulas pois o acesso entre uma vila e outra é muito precário, impossibilitando o transporte de alunos. O porta-voz Latifur Rehman esclareceu que, assim que todos os dados relacionados com as escolas atingidas pelo terremoto forem compilados, será a vez do Departamento de Educação regional decidir quais as medidas que serão tomadas.

Leia também

Resgate tenta chegar em áreas afetadas pelo terremoto que já matou 311 pessoas

Terremoto de 7,5 graus mata ao menos 260 no Afeganistão e Paquistão

Segundo a última apuração da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres do país, somente na província de Khyber Pakhtunkhwa foram registradas 202 mortes e 1.486 feridos, além de 3.952 casas atingidas, de um total de 4.392 em todo o território paquistanês. As operações de resgate e de distribuição de ajuda continuam em Khyber Pakhtunkhwa.

O terremoto de magnitude 7,5 teve seu epicentro em Badakhshan, na região montanhosa de Hindu Kush, que faz parte da cordilheira do Himalaia e está localizada nos territórios de Afeganistão e Paquistão. O tremor teve um impacto muito forte no Paquistão, onde deixou pelo menos 248 mortos e 1.656 feridos, enquanto no Afeganistão o número contabilizado até o momento é de 115 mortos e 538 feridos.

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês