Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paquistão decide boicotar conferência sobre Afeganistão

Islamabad, 29 nov (EFE).- O Paquistão anunciou nesta quarta-feira que não participará da conferência internacional sobre o futuro do Afeganistão que está prevista para acontecer na cidade alemã de Bonn no dia 5 de dezembro, informou à Agência Efe uma fonte oficial, que pediu anonimato.

A decisão foi tomada pelo Gabinete paquistanês depois que no sábado um ataque aéreo da Otan matou 26 de seus soldados na fronteira com o Afeganistão. Após o ataque, o Paquistão ameaçou revisar sua relação com os Estados Unidos e a Otan.

Islamabad cortou as provisões para as forças internacionais no Afeganistão e exigiu aos EUA que desalojem uma base aérea em território paquistanês, que supostamente é usada para operações de aviões espiões.

De acordo com os analistas, o anúncio é um claro aviso de que o Paquistão, enfurecido após a morte de seus soldados em um ataque de helicópteros e aviões de combate aliados, reduzirá ao mínimo sua colaboração na luta antiterrorista e no cenário afegão.

O Paquistão já tinha dado sinais de que não estava cômodo com o encontro em Bonn, a mesma cidade que acolheu há dez anos uma conferência que serviu para esclarecer o Afeganistão pós-talibã, dirigido pelo ainda presidente, Hamid Karzai.

Na ocasião, apesar das críticas de alguns setores, não foram convidados representantes do antigo regime talibã, que só era reconhecido pelo Paquistão, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos. EFE

amp/dsm