Clique e assine com até 92% de desconto

Papa: ‘Redes sociais são dom de Deus” (mas só se usadas sabiamente)

Em outra ocasião. o pontífice disse que os smartphones deveriam ser banidos dos jantares em família, e que as crianças não deveriam ter computadores em seus quartos

Por Da Redação 22 jan 2016, 10h12

O papa Francisco disse nesta sexta que a internet, as redes sociais e as mensagens de texto foram “um dom de Deus”, mas só “se usados com sabedoria”. A mensagem do papa foi lida no Vaticano por ocasião do Dia Mundial das Comunicações da Igreja Católica Romana. “Não é a tecnologia que determina se a comunicação é autêntica ou não, mas o coração do homem e a sua capacidade de fazer bom uso dos meios ao seu dispor”, informa o texto.

No ano passado, Francisco, de 79 anos, disse a uma menina pequena que se envergonhava ao admitir que não sabia usar computadores e que era um “desastre” completo com a tecnologia. O pontífice também disse que os smartphones deveriam ser banidos dos jantares em família, e que as crianças não deveriam ter computadores em seus quartos.

Leia também

Papa rompe tradição e permite mulheres na cerimônia do lava-pés

Cardeal próximo ao papa diz que há ‘lobby gay’ no Vaticano

Em novo livro, papa pede Igreja próxima a divorciados e gays

Não se sabe se por divina providência ou coincidência humana, a mensagem de Francisco foi divulgada enquanto ele se reunia com o presidente de uma companhia cuja marca é praticamente sinônimo de comunicação virtual – o presidente-executivo da Apple, Tim Cook.

Em sua mensagem, o papa pareceu assumir um tom mais conciliatório do que no passado em relação à tecnologia moderna, dizendo que “as redes sociais são capazes de favorecer as relações e promover o bem da sociedade, mas podem também levar a uma maior polarização e divisão entre as pessoas e os grupos”.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade