Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Papa pede fortalecimento da convivência pacífica entre mexicanos

Silao (México), 23 mar (EFE).- O papa Bento XVI exortou hoje os mexicanos a fortalecer a convivência pacífica, baseada no respeito aos direitos humanos, livre ‘das trevas que ofuscam e dilaceram’ um continente que foi chamado a viver na esperança.

Na cerimônia de boas-vindas no aeroporto internacional de El Bajío, na localidade central de Silao, o Pontífice destacou a necessidade de promover a esperança, pois muda a existência concreta de cada homem e mulher e gera um ‘compromisso concreto de caminhar para um mundo melhor’.

Condenou qualquer tipo de forma de violência na sociedade e disse que pedirá a Deus e Nossa Senhora de Guadalupe que abençoe o povo mexicano, mas sobretudo aqueles que sofrem ressentimentos e diversas formas de violência.

O México está imerso em uma onda de violência pelos enfrentamentos entre os cartéis do narcotráfico e destes com as forças de segurança, que desde dezembro de 2006 tiraram a vida de mais de 47,5 mil pessoas.

Bento XVI pediu aos mexicanos que continuem avançando na construção de uma sociedade fundamentada no desenvolvimento do bem, no triunfo do amor e na difusão da justiça.

Além disso, reivindicou o direito fundamental à liberdade religiosa no primeiro dos cinco discursos que oferecerá em sua primeira visita ao México, aonde disse chegar como peregrino da fé e da esperança.

Assinalou que, durante sua visita, deseja afiançar a fé dos mexicanos e animá-los com a escuta da palavra de Deus, para que possam compartilhá-la com outros e contribuir para uma convivência respeitosa e pacífica, baseia na inigualável dignidade de todo ser humano.

O pontífice, que pronunciou seu discurso ao lado do presidente Felipe Calderón e da primeira-dama mexicana, Margarita Zavala, agradeceu as boas-vindas e destacou a hospitalidade do país. EFE