Clique e assine a partir de 9,90/mês

Papa pede ajuda a países africanos que sofrem com a fome

Durante reza dominical, pontífice falou em 'compaixão e solidariedade fraterna'

Por Da Redação - 31 jul 2011, 11h19

O papa Bento XVI afirmou neste domingo que é “proibido” ser indiferente à tragédia da fome e da sede que ameaça 12 milhões de pessoas no Chifre da África, região no nordeste do continente que inclui países como Somália e Etiópia. Diante de centenas de peregrinos em Castel Gandolfo – a residência do papa próxima a Roma, onde ele passa as férias -, o pontífice pediu “compaixão e solidariedade fraterna” durante a tradicional reza dominical.

“Muitos irmãos e irmãs no Chifre da África sofrem as consequências dramáticas da fome, agravada pela guerra e pela falta de instituições sólidas”, disse. Bento XVI utilizou a Bíblia e a história da multiplicação dos pães por Cristo para pedir a solidariedade dos fiéis. “Jesus nos lembra de nossa responsabilidade de ajudar os que têm fome e sede”, completou.

Crise – O Chifre da África está sofrendo sua pior seca em décadas, segundo a ONU. A organização fala na mais grave crise alimentar na África nos últimos 20 anos. De acordo com o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, são necessários 1,6 bilhão de dólares apenas para socorrer a Somália.

(Com Agência Efe e AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade