Clique e assine a partir de 9,90/mês

Papa Francisco convoca Sínodo dos Bispos para 2022

Tema do encontro ainda será definido pelo pontífice: em 2019, foi a Amazônia e, no ano anterior, a juventude

Por Da Redação - 15 fev 2020, 14h00

O papa Francisco convocou um sínodo para 2022, mais ainda deixou em aberto o tema a ser tratado no encontro de bispos católicos, informou o Vaticano neste sábado, 15.

O Conselho da Secretaria-Geral do Sínodo dos Bispos, instituição que prepara essas reuniões, propôs ao pontífice uma breve lista de possíveis assuntos de discussão na reunião de 6 de fevereiro. Caberá ao papa tomar a decisão final, afirma um comunicado do Vaticano.

O último sínodo comum foi realizado em outubro de 2018, com a juventude como principal. Um ano depois, em outubro de 2019, o papa convocou um sínodo especial, com os bispos de uma região específica do mundo, para falar sobre a Amazônia. Na abertura estavam representantes de povos indígenas e mais de 180 cardeais, bispos e padres. Participaram também doze convidados laicos, incluindo o ex-secretário-geral das Nações Unidas (ONU) Ban Ki-moon.

Mensagem aos migrantes

Continua após a publicidade

O conselho e Francisco também publicaram neste sábado (15) uma mensagem de apoio às ONGs e governos que ajudam e apoiam os migrantes. “Muitas pessoas são forçadas a ir de um país para outro devido a guerras, desigualdade econômica, procura de emprego ou terras mais férteis, perseguições religiosas, terrorismo ou crise ecológica”, denunciou o papa. “As pessoas estão desorientadas, as famílias destruídas, mulheres e meninas são forçadas a se prostituir”, continua a mensagem.

“A Igreja se identifica com os pobres, os pequenos, com os estrangeiros. Aprecia os governos e as ONGs, que estão comprometidos em ajudar aqueles que precisam se deslocar”, diz o documento.

Além disso, pede “vigilância contra o tráfico de pessoas e o compromisso de acabar com os conflitos que causam tanto sofrimento”.

(Com AFP)

Publicidade