Clique e assine com até 92% de desconto

Papa Francisco começa o dia rezando em igreja romana

Ato íntimo só acabou registrado por fotógrafos que esperavam fora da igreja

Por Da Redação 14 mar 2013, 06h30

Em sua primeira manhã como líder da Igreja Católica, o papa Francisco deixou o Vaticano e foi à Basílica de Santa Maria Maior (ou Santa Maria Maggiore), em Roma, onde fez uma oração ao lado de cardeais. O ato, realizado no dia seguinte à sua eleição como sucessor de Bento XVI, foi íntimo e só acabou registrado por fotógrafos que esperavam do lado de fora da igreja.

Leia mais:

Bergoglio não estava cotado em razão da idade avançada

Um jesuíta chega ao trono de São Pedro

Francisco manteve relação dura e fria com os Kirchner

Para CNBB, Igreja se abre com escolha de latino

Francisco se dirigiu a essa basílica de Roma, diocese da qual é titular como novo papa, para orar diante do altar de Nossa Senhora, segundo informou a imprensa italiana. Jorge Mario Bergoglio chegou a bordo de um dos dois carros oficiais que compunham o cortejo papal, logo atrás de uma escolta da polícia. Ele entrou no templo por uma porta lateral.

Continua após a publicidade

Fora da basílica, um grupo de fiéis curiosos se misturava a fotógrafos e jornalistas que aguardavam a chegada do papa, o que aconteceu pouco depois das 8 horas (4 horas em Brasília). Nesta quinta-feira, Francisco oficiará sua primeira missa como pontífice na Capela Sistina, com a presença de todos os cardeais, às 13 horas de Brasília.

O novo papa já tem outros compromissos agendados. Na sexta-feira, ele cumprimentará todos os cardeais, tanto os eleitores como os octogenários, na monumental Sala Clementina do Palácio Apostólico. Um dia depois, fará o mesmo com a imprensa que acompanhou o conclave, mais de seis mil pessoas, entre jornalistas, câmeras e fotógrafos. No domingo será a vez de dirigir o primeiro Ângelus do seu Pontificado.

Leia análises:

Augusto Nunes: Confundem terço com gravata

Reinaldo Azevedo: Enfim, um papa “negro”

Ricardo Setti: Igreja envia sinais contraditórios

Caio Blinder: Escolha mostra vigor e ousadia

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade