Clique e assine com até 92% de desconto

Papa Francisco celebra missa de Domingo de Ramos para 12 pessoas

A benção foi realizada na vazia catedral de São Pedro. O pontífice pediu orações aos profissionais da saúde que trabalham para expurgar o vírus do mundo

Por Eduardo F. Filho 5 abr 2020, 13h58

Após realizar o ritual da a oração Urbi et Orbis – para a Cidade de Roma e o Mundo – em uma Praça de São Pedro vazia e escura, o Papa Francisco celebrou neste domingo, 5, a missa de domingo de ramos na basílica vaticana, também, vazia em razão das restrições médicas feitas contra o novo coronavírus. Apenas 12 pessoas acompanharam a benção papal. Entre elas: Guido Marini, mestre de cerimônias litúrgicas, alguns diáconos, um único cardeal, e um reduzido coral. 

Catedral de São Pedro vazia em razão das restrições de saúde

Francisco pediu aos fiéis que se conectem com os enfermos, solitários e pessoas que mais precisem de ajuda. Ele solicitou orações aos médicos e profissionais da saúde que trabalham dia e noite para expurgar o coronavírus do mundo. “Não pensemos só naquilo que nos falta; pensemos no bem que podemos fazer”, disse o papa. 

Gostaria de o dizer especialmente aos jovens, neste Dia que, há 35 anos, lhes é dedicado. Queridos amigos, olhai para os verdadeiros heróis que vêm à luz nestes dias: não são aqueles que têm fama, dinheiro e sucesso, mas aqueles que se oferecem para servir os outros. Senti-vos chamados a arriscar a vida. Não tenhais medo de a gastar por Deus e pelos outros”, falou Francisco durante a homilia. 

  • O Papa também pediu coragem às pessoas para enfrentar a pandemia: “Hoje, no drama da pandemia, perante tantas certezas que se desmoronam, diante de tantas expetativas traídas, no sentido de abandono que nos aperta o coração, Jesus diz a cada um: ‘Coragem! Abre o coração ao meu amor. Sentirás a consolação de Deus, que te sustenta”. 

    Confira a celebração na ìntegra: 

    Continua após a publicidade
    Publicidade