Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Papa Francisco aprova milagre para beatificar padre brasileiro

Padre Donizetti Tavares de Lima, que morreu em 1961, dedicou a vida a cuidar de crianças, doentes, idosos e pessoas necessitadas em Tambaú (SP)

O papa Francisco aprovou o decreto que reconhece o milagre realizado pela intercessão do sacerdote brasileiro Donizetti Tavares de Lima, pelo qual poderá ser beatificado, informou nesta segunda-feira, 8, o Escritório de Imprensa da Santa Sé.

O papa recebeu em 6 de abril no Vaticano o prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, o cardeal Angelo Beciu, e assinou então vários decretos, entre eles o deste sacerdote brasileiro.

Também reconhece as “virtudes heroicas”, primeiro passo para a beatificação, de outras sete pessoas, entre elas o laico brasileiro Nelson Santana, cinco italianos e um francês.

Padre Donizetti nasceu em 3 de janeiro de 1882 em Cássia (MG) e morreu em 16 de junho de 1961 em Tambaú (SP), onde trabalhou durante 35 anos. Foi ordenado sacerdote em 12 de julho de 1908 e desenvolveu seu serviço pastoral em diversas paróquias, segundo informações de uma página dedicada a Donizetti na internet.  Durante sua trajetória como religioso dedicou a vida a cuidar de crianças, doentes, idosos e pessoas necessitadas.

Segundo seu site, Donizetti ficou conhecido quando “curou as pernas cheias de feridas de um vendedor ambulante de vinho. O homem contou o milagre que o padre realizou para os comerciantes das cidades vizinhas, e em poucos dias os romeiros começavam a chegar a Tambaú para receber as bênçãos. A partir de então os milagres que realizava extrapolaram os limites do pequeno município da região de Ribeirão Preto”. 

O papa Francisco também reconheceu as “virtudes heroicas” do menino Nelsinho Santana, que nasceu em Ibitinga (SP) em 31 de julho de 1955 e morreu em Araraquara (SP) em 24 de dezembro de 1964, depois de permanecer durante meses internado em um hospital.

Atualmente o país possui 36 santos canonizados e 52 beatos, de acordo com a última atualização do site Santos do Brasil.

(com agência EFE)