Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Papa Francisco anuncia visita aos Estados Unidos

Viagem está prevista para setembro do ano que vem, quando encontro sobre família será realizado na Filadélfia

Por Da Redação 17 nov 2014, 10h05

O papa Francisco anunciou nesta segunda-feira que vai visitar os Estados Unidos no ano que vem, sua primeira viagem ao país como chefe da Igreja Católica. A confirmação oficial da viagem aos Estados Unidos era amplamente esperada depois de meses de especulações.

Leia também:

Papa condena aborto e eutanásia e adverte: jogar com a vida é pecado

“Sabemos que foi um assassinato”, afirma papa sobre estudantes desaparecidos no México

A visita ocorrerá em setembro de 2015, quando um encontro mundial sobre a família será realizado na Filadélfia. O pontífice também deve visitar Nova York, para discursar na ONU, e a fronteira com o México, segundo informações de fontes do Vaticano. Espera-se também que a viagem inclua passagens pela Casa Branca e pelo Congresso, em Washington.

Segundo a imprensa americana, Francisco será o quarto papa a visitar os Estados Unidos, depois de Paulo VI, em 1965, João Paulo II, que fez sete viagens ao país, e de Bento XVI, que esteve nos EUA em abril de 2008.

Família – O pontífice anunciou a viagem na abertura de um colóquio sobre a complementaridade entre o homem e a mulher, no Vaticano. No encontro, Francisco alertou que “matrimônios e famílias estão em crise”. “Cada vez mais pessoas renunciam ao matrimônio como compromisso público. Esta revolução do costume e da moralidade é frequentemente interpretada como ‘liberdade’, mas causa devastação espiritual e material a inúmeros seres humanos, especialmente os mais vulneráveis. E o declínio da cultura do matrimônio é associado ao aumento da pobreza e a uma série de problemas sociais que atingem de modo desproporcional mulheres, crianças e idosos”, alertou.

“Que este encontro possa ser fonte de inspiração para todos os que sustentam e reforçam a união do homem e da mulher no matrimônio como um bem único, natural, fundamental e belo para as pessoas, as famílias, as comunidades e as sociedades”, concluiu o papa, segundo a Rádio Vaticano.

(Com agências Reuters e France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade