Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Papa Francisco acredita que mulheres nunca serão padres

Francisco referiu-se ao documento de 1994 do papa João Paulo 2º que fechou a porta à entrada de mulheres como padres

O papa Francisco disse nesta terça-feira acreditar que a proibição de mulheres se tornarem padres na Igreja Católica Romana é para sempre e nunca será alterado, em um de seus comentários mais definitivos sobre o assunto.

Ele falava a bordo do avião papal, voltando para Roma após passagem pela Suécia, em entrevista coletiva a repórteres, que se tornou uma tradição em voos de retorno após viagens ao exterior.

Uma repórter sueca destacou que a chefe da Igreja Luterana, que recebeu Francisco na Suécia, era uma mulher, e então perguntou se ele pensa que a Igreja Católica irá permitir que mulheres sejam ordenadas nas próximas décadas.

“São João Paulo 2º teve a última palavra clara sobre isto e assim fica, assim fica”, disse Francisco, referindo-se ao documento de 1994 do papa João Paulo 2º que fechou a porta à entrada de mulheres como padres. O Vaticano diz que isto é parte infalível da tradição católica.

A repórter então pressionou o papa, perguntando: “Mas nunca? Nunca?”. Francisco respondeu: “Se lermos cuidadosamente a declaração de São João Paulo 2°, as coisas vão nesta direção”.

Francisco havia dito previamente que a porta para ordenação de mulheres está fechada, mas apoiadores de mulheres como padres esperam que um próximo papa mude a decisão, particularmente por conta da escassez de padres no mundo.

A Igreja Católica diz que mulheres não podem ser ordenadas porque Jesus escolheu somente homens como apóstolos. Críticos dizem que Jesus só seguia as normas de sua época.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Almicre Piovezan

    Veio gagá preconceituoso.

    Curtir

  2. Adilson Nagamine

    E eu esperando a Luana ser a primeira diaconiza do bergoglío. ….

    Curtir

  3. Marcelo Eduardo

    Eh que uma mulher Padre iria contar todos os segredos e papiros/pergaminhos que existem no Vaticano rsrsrsrs

    Curtir

  4. Antonio Carlos Peludo

    Vivendo do passado e interpretando tudo de forma retrograda ; isso é a igreja

    Curtir

  5. Aloisio Barros

    Para os que desconhecem as regras da igreja aqui, não comentem sobre o que não entendem e nunca entenderão. Não misturem as coisas, pois tudo nesse mundo de hoje vira preconceito e etc. Regras, dogmas da igreja são para ser seguidos e pronto. Ele é apenas uma autoridade e uma mudança como essa exige todo um entendimento que foge de sua capacidade e mudanças milenares. As mulheres já possuem papel importante na igreja católica e não vamos tentar criar um Cristo de saias.

    Curtir

  6. Hugo Desmascarador

    Não pode. Pois vai deixar de ser catolicismo. Se a Igreja mudar tanto, mudar tanto não será mais igreja. Esse feminismo que é invejoso mesmo, querem desvirtuar tudo, ao invés de fazerem diferente, criem sua própria religião. O gentinha chaata…. querem pegar o que deu certo e mudar ao invés de começar do zero, aí fica fácil amigão.

    Curtir

  7. Nunca diga nunca, hahahaha O tempo é capaz de dobrar qualquer ideologia, ainda mais essas furadas do catolicismo.
    Não ficaria surpreso se daqui a uns 100 anos gays assumidos sejam padres (considerando que muitos gays enrustidos já são).

    Curtir

  8. Antonio Adalmir Fernandes Fernandes

    É mais uma reafirmação de que a Igreja Católica, mesmo perdendo milhões de seguidores, permanece estagnada na história contemporânea, quando deveria ter a compreensão de que os tempos de mudanças e de conquistas da humanidade não podem ser ignorados. A concepção sobre a capacidade do ser humano não se mede pela sexualidade, se homem ou mulher, mas sim por sua condição de pessoa, que pode e tem reais condições de compreender as vicissitudes sociais, que estão bem acima dos dogmas e das leis canônicas, que devem e precisam ser atualizadas em harmonia com a modernidade dos novos tempos, conforme os importantes conhecimentos da humanidade, que trouxeram os benefícios para melhorar as condições de vida do ser humano, que não pode ficar condicionado ao pensamento do Mestre dos mestres, quando estabeleceu suas regras em consonância com as condições de vida da sua época, cabendo agora aos homens da nossa história ter a capacidade, inteligência e lucidez de compreender que a convivência humana deve se adequar à nova realidade, que é bem diferente do início do cristianismo, que precisa acompanhar a evolução da humanidade.

    Curtir