Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Papa envia carta a Temer e recusa visita ao Brasil

O pontífice negou o convite com a justificativa de estar com a agenda cheia para 2017

Em carta ao presidente Michel Temer, papa Francisco recusou um convite para visitar o Brasil e cobrou que o mandatário evite medidas que agravem a situação da população carente no país. A correspondência foi uma resposta a outra enviada por Temer no fim de 2016, na qual o líder da Igreja Católica era convidado formalmente para as celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida, comemorados em 2017.

“Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo”, escreveu o Pontífice, segundo trecho publicado pelo comentarista político Gerson Camarotti, da emissora Globo News.

“Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira”, acrescentou.

Sobre o convite, Francisco disse que, devido a sua intensa agenda, não poderia visitar o Brasil neste ano. Ainda de acordo com Camarotti, Jorge Bergoglio afirmou rezar pelo país e que acompanha “com atenção” os acontecimentos no país. O papa também lembrou que não se pode “confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado”, em um momento em que o governo Temer tenta aprovar reformas econômicas para garantir a confiança dos investidores.

Em setembro passado, na inauguração de uma imagem de Nossa Senhora Aparecida no Vaticano, o Pontífice já havia dito que o Brasil passava por um “momento triste”. Um mês antes, Francisco enviara uma carta não oficial em apoio a Dilma Rousseff, que na época ainda não havia sofrido impeachment. Bergoglio, porém, sempre evitou se posicionar publicamente sobre a crise política brasileira.

(Com ANSA)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O bando de fdp parem de criticar o papa por tomar partido e não apoiar esses corruptos politicos brasileiros.Coxinhas fdp!

    Curtir

  2. André Morais

    O Papa não é obrigado a nada.

    Curtir

  3. Ezequiel lima feitosa

    O Papa está certo vá que um politico desses citados na lava jato roubem ele.kkkkkk.

    Curtir

  4. Tantos ataques ao Papa pela carta, agora não compreendem que o motivo da carta é pelo fato de presidente da República ter convidado o Papa para vir ao Brasil em janeiro, e educadamente, o Papa responde enviando uma carta ao Presidente da República Michel Temer, explicando que não poderia vir ao Brasil neste período pelos compromissos já agendados. Antes de falarem tanta besteiras é bom se inteirar do assunto primeiro.

    Curtir

  5. paulo boldrin

    Deve ter agendado alguma visita para o Maduro na Venezuela!!!

    Curtir

  6. Renato Guilherme Lebrão Nunes

    Papa não tem mesmo que ficar dando conselhos para governantes sobre como administrar a economia de um País! No estado em que o PT deixou as finanças do Brasil, os pobres foram os que sofreram mais e em primeiro lugar. Com o caixa do governo zerado, só a iniciativa privada pode criar empregos e reduzir o enorme número de desempregados. Para isso ela precisa ter lucro senão vai a falência. E lucro para os religiosos católicos é coisa do demonio! “Haja saco”!

    Curtir

  7. Wilson A. Zamignani

    #ENDIREITABRASIL – ESSE PAPA COMUNISTA TEM MAIS O QUE FAZER DO QUE VISITAR O MAIOR PAÍS CATÓLICO DO MUNDO, ELE TEM QUE ABENÇOAR O EVO MORALES O MADURO O RAUL CASTRO E TRAZER O ESTADO ISLÂMICO PARA O OCIDENTE…

    Curtir