Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Panamá concede asilo ao diretor do jornal equatoriano ‘El Universo’

Panamá, 16 fev (EFE).- O presidente panamenho, Ricardo Martinelli, concedeu nesta quinta-feira o asilo ao diretor do jornal equatoriano ‘El Universo’, Carlos Pérez, condenado pela Justiça desse país a três anos de prisão e ao pagamento de US$ 40 milhões por conta de supostas injúrias ao presidente do Equador, Rafael Correa.

Uma fonte da Chancelaria panamenha confirmou à agência Efe que Martinelli outorgou o asilo para Carlos Pérez, que junto de seus irmãos Nicolás e César e do jornalista Emilio Palacio, foram acusados de injúrias por Correa.

‘Acabo de dar asilo ao jornalista do jornal ‘El Universo’ Carlos Pérez Barriga, que foi multado com 3 anos de prisão e 40 milhões de multa no Equador’, escreveu o líder panamenho em sua conta de Twitter.

Na última quarta-feira, a máxima corte do Equador ratificou a condenação a três anos de prisão e ao pagamento de US$ 40 milhões aos irmãos Pérez e ao ex-editor Emilio Palacio.

O caso contra os donos do jornal equatoriano e contra Palacio começou quando este último, em 2011, afirmou em uma coluna publicada pelo ‘El Universo’ que Correa poderia ser acusado de ‘cometer crimes contra a humanidade por haver ordenado fogo à vontade’ contra um hospital cheio de civis durante uma revolta policial no final de setembro de 2010.

Os irmãos Pérez se encontram nos Estados Unidos, da mesma forma que Palacio, que pediu asilo nesse país. EFE