Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Países europeus vão investigar o Goldman Sachs

A Autoridade de Serviços Financeiros da Grã-Bretanha (FSA, na sigla em inglês) está investigando o possível envolvimento de unidades do Goldman Sachs no país nas acusações de fraude feitas pela Securities and Exchange Comission (SEC, a comissão americana que lida com valores mobiliários) contra o banco americano.

“O FSA está investigando as circunstâncias do caso e se houve implicações nas entidades do Goldman Sachs reguladas pela Grã-Bretanha. Se houver, tomaremos a ação apropriada. Trabalhamos com os reguladores do exterior e iremos cooperar totalmente com a investigação do SEC”, afirmou em nota o FSA.

O órgão regulador alemão BaFin anunciou que buscará informações junto à SEC americana relacionadas às acusações de fraude, disse um porta-voz do BaFin à agência Dow Jones. Segundo ele, o interesse do BaFin está centrado nas operações do Goldman com o IKB Deutsche Industriebank.

Na sexta-feira, o Goldman Sachs foi acusado de ludibriar clientes ao vender instrumentos financeiros a partir de hipotecas subprime elaborados pela empresa de fundo de proteção (hedge) Paulson & Co, que obteve lucro de 1 bilhão de dólares ao apostar contra as operações. A SEC disse que também irá investigar outras instituições, prejudicando o desempenho dos papéis de bancos nas bolsas europeias nesta segunda-feira. O Goldman Sachs rejeitou as acusações, dizendo que não têm fundamento “na lei e nos fatos”. As informações são da Dow Jones.

EUA – A aversão ao risco relacionada aos bancos voltou. Denúncias de fraude contra o Goldman Sachs derrubaram Wall Street na sexta-feira, provocaram uma corrida para os títulos do Tesouro americano e fizeram os mercados acionários oscilarem em Nova York nesta segunda. O caso, que promete mais desdobramentos nos próximos dias, chega exatamente quando o presidente Barack Obama tentar fazer passar a reforma financeira no Senado e pode dar mais urgência ao processo todo. Às 10h35, o Dow Jones subia 0,10%, o Nasdaq perdia 0,03% e o S&P 500 recuava 0,03%.

(Com Agência Estado)