Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Países do Golfo decidem fechar suas embaixadas na Síria

Riad, 15 mar (EFE).- Os países-membros do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) decidiram fechar suas embaixadas em Damasco e retirar todo seu pessoal devido à repressão do regime de Bashar al-Assad contra seu povo, anunciou nesta quinta-feira o secretário-geral da organização, Abdel Latif al-Ziani.

Em comunicado divulgado pela agência oficial de notícias saudita ‘SPA’, Ziani argumentou que essa decisão se deve à ‘insistência do regime sírio em matar e torturar os sírios indefesos’, um ano após o início da revolta no país árabe.

O secretário-geral do CCG exigiu à comunidade internacional que tome medidas ‘firmes e urgentes para deter os assassinatos, torturas e violações de direitos humanos na Síria’.

Nos dois últimos dias, Arábia Saudita e Bahrein fecharam suas embaixadas na capital síria da mesma forma que fizeram previamente outros países, entre eles os Estados Unidos.

Em fevereiro deste ano, as monarquias do Golfo – Arábia Saudita, Catar, Omã, Kuwait, Bahrein e Emirados Árabes Unidos – retiraram seus embaixadores da Síria devido ao aumento da violência e à rejeição de Damasco a uma iniciativa árabe para buscar uma solução à crise.

Mais de 7,5 mil pessoas morreram na Síria pela repressão governamental desde que começaram os protestos em meados de março de 2011, segundo dados da ONU, mas o regime acusa grupos terroristas de estarem por trás da violência. EFE