Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pai de Snowden impõe condições para volta do filho aos EUA

Entre as exigências relatadas em carta ao procurador-geral está a não detenção do ex-técnico da CIA até julgamento. Snowden está sendo procurado pelas autoridades por ter vazado informações sobre programas secretos do governo

O pai de Edward Snowden propôs às autoridades federais um acordo para o retorno voluntário ao país do ex-técnico da CIA acusado pelos EUA de espionagem. Em uma carta encaminhada ao procurador-geral, Eric Holder, Lonnie Snowden pede garantias de que os direitos do filho serão respeitados. Ele estabelece como condições para a volta a não detenção de Snowden antes do julgamento, a escolha do local onde será julgado e que ele não seja impedido de falar com a imprensa. O pedido vai além: se algum item do trato não for seguido, o processo deverá ser arquivado.

Snowden foi acusado de espionagem, furto e apropriação indevida de propriedade do governo depois de ter admitido o vazamento de informações sobre programas secretos do governo. As revelações feitas pelo homem de 30 anos, que também prestou serviços para a Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês), mostraram que a administração Obama mantém ou tem a capacidade de manter cada cidadão americano sob constante vigilância. O caso aumentou a desconfiança em relação ao governo do democrata, que já vinha sendo atingido por denúncias de perseguição à imprensa e a grupos conservadores.

No entanto, a busca pelo ex-técnico da CIA ajudou a tirou os holofotes do presidente. A tentativa de trazê-lo de volta ao país tornou-se uma humilhação para a Casa Branca, que não sabe ao certo seu paradeiro. Snowden foi para Hong Kong em meados de maio, antes que as informações fossem divulgadas pelos jornais The Guardian e The Washington Post. As acusações foram feitas há uma semana, junto com um pedido de prisão provisória, que não foi atendido. Snowden foi para Moscou, onde aguarda a análise de um pedido de asilo político apresentado ao Equador.

Leia também:

Leia também: Rússia, Cuba, Equador e Venezuela vão conversar sobre Snowden

não surtiu efeito

interceptar o voo de Snowden

Em entrevista à rede NBC, o pai de Snowden também disse estar preocupado com a possibilidade de o filho estar sendo manipulado pelo WikiLeaks, que ofereceu assistência legal ao ex-técnico da CIA. “Eu não quero colocá-lo em perigo, mas estou preocupado com os que estão em volta dele. Eu acho que o foco do WikiLeaks não é necessariamente a constituição americana. É simplesmente liberar o maior número de informações possível”.

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, aconselhou Snowden a fazer o mesmo que ele: pedir asilo político ao Equador. O hacker australiano, que foge da Justiça sueca, acusado de ter feito sexo não consensual com duas voluntárias do seu site, conseguiu asilo e mora há um ano na embaixada equatoriana em Londres.

(Com agência Reuters)