Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Pai de atirador de Toulouse não pretende ficar calado

Por Desk
28 mar 2012, 08h20

O pai de Mohamed Merah, o jihadista que matou sete pessoas no sudoeste da França, afirmou nesta quarta-feira em Argel que nenhuma autoridade francesa tem o direito de exigir que permaneça calado, em uma resposta ao chanceler Alain Juppé.

“Nenhuma autoridade francesa tem o direito de pedir que me cale. Sou um cidadão argelino livre em meu país”, declarou Mohamed Benalel Merah ao jornal Echoruk.

Na segunda-feira, o pai de Merah afirmou à AFP que pretendia processar o governo da França pela morte do filho.

“Se eu fosse o pai de um monstro semelhante, ficaria calado de vergonha”, respondeu Juppé.

Continua após a publicidade

“Como uma autoridade deste nível, que se vangloria da democracia e da liberdade de expressão, pode exigir que se cale um pai atormentado pela perda do filho?”, questionou o pai de Mohamed Merah.

Mohamed Benalel Merah admitiu que foi condenado na França por tráfico de drogas em 1999 e que cumpriu pena de cinco anos de prisão.

“Qual é o problema? Cometi um erro e a justiça fez seu trabalho”, declarou.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.