Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Otan pede desculpas pela morte de seis civis no leste afegão

Por Por AFP/Arquivo 26 jul 2011, 12h39

A Força da Otan no Afeganistão (Isaf) pediu desculpas publicamente nesta terça-feira em Khost pela morte de seis civis durante uma operação em meados de julho próximo a esta cidade do leste afegão, constatou um correspondente da AFP.

O coronel Chris Toner, chefe das forças da Otan nas províncias orientais de Khost e de Paktia, pediu desculpas em nome da coalizão “ao povo afegão”, a autoridades locais, a chefes tribais e aos parentes das vítimas.

O militar explicou que a operação de 14 de julho tinha como alvo um líder talibã que preparava atentados suicidas na cidade de Khost.

Inicialmente, a Otan havia anunciado a morte de seis insurgentes nessa operação.

Mas uma investigação teve início depois quando o governador da província, Mubarez Zadar, afirmou que os seis mortos eram civis, entre eles uma menina de 11 anos, e que a Otan havia realizado a operação com base em “más informações”.

Em conformidade com a tradição afegã, a Otan ofereceu seis cordeiros e dinheiro às famílias das vítimas.

“Nós os perdoamos, mas não podemos aceitar nem o dinheiro nem os cordeiros”, explicou Jan Mohammad, um parente das vítimas, pois “se fizermos isso, os talibãs vão criar problemas para nós”.

Continua após a publicidade

Publicidade