Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

OSCE aponta irregularidades na eleição russa

Por Alexey Druzhinin 5 mar 2012, 08h29

A eleição presidencial da Rússia, vencida no domingo por Vladimir Putin, foi marcada por importantes irregularidades na apuração dos votos após uma campanha “claramente enviesada” a favor do atual primeiro-ministro, informaram os observadores da OSCE.

“O processo se deteriorou no momento da apuração e evoluiu negativamente em um terço das seções eleitorais em consequência de irregularidades de procedimento”, afirma um comunicado da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE).

“Os candidatos na eleição presidencial russa puderam fazer campanha sem obstáculos, mas as condições estiveram claramente enviesadas a favor de um candidato, o primeiro-ministro Vladimir Putin”, afirma a OSCE.

“A eleição mostrou que havia um ganhador certo com uma maioria absoluta que evita um segundo turno. No entanto, a escolha dos eleitores estava limitada, pois a concorrência eleitora não era equitativa e faltava um árbitro independente”, completa a OSCE, em referência à Comissão Central Eleitoral.

Vladimir Putin venceu a eleição com quase 64% dos votos, segundo os resultados praticamente definitivos publicados pela Comissão Eleitoral.

Continua após a publicidade
Publicidade