Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘Os Simpsons’ previram vitória de Trump há 16 anos

Em episódio da série do ano 2000, Lisa Simpson substitui o presidente Trump, que deixou "uma crise orçamentária" no país

Por Da redação - 9 nov 2016, 09h40

O futuro distópico previsto pelo seriado Os Simpsons há 16 anos atrás virou realidade. No episódio que foi ao ar em março de 2000, o personagem Bart enxergava a si mesmo trinta anos depois, quando Donald Trump era presidente dos Estados Unidos. A previsão da série se concretizou antes do esperado, nessa terça-feira, quando o magnata foi escolhido como o 45º líder a ocupar a Casa Branca.

O episódio Bart to The Future mostra um país quebrado após ascensão de Trump à Presidência, quando Lisa Simpson assume o cargo como sua predecessora. Na série, ela diz ser a primeira “mulher heterossexual” a ser presidente. “Como vocês sabem, herdamos uma crise orçamentária do presidente Trump”, diz Lisa a sua equipe.

“Foi um alerta para a América”, afirmou o roteirista Dan Greaney ao site Hollywood Reporter. Segundo ele, a proposta do episódio era que “Lisa tivesse problemas além de sua capacidade para consertar, que tudo estivesse tão ruim quanto possível, por isso colocamos Trump na Presidência antes dela”. Matt Groening, criador da série, comentou ao jornal The Guardian que Trump “era o nome mais absurdo para o cargo que conseguiram pensar na época”.

Vídeo: episódio de Os Simpsons prevê Donald Trump na Presidência

Publicidade

Publicidade