Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Os ecos de Watergate

Fingindo outras razões, Trump demite o diretor do FBI que supervisionava a investigação sobre os vínculos de sua equipe com o governo russo

Imagine o leitor o seguinte cenário: o ex-presidente Lula é conduzido coercitivamente para depor na Polícia Federal e, no dia seguinte, a presidente Dilma Rousseff manda demitir o diretor da Polícia Federal. Guardadas as diferenças de contexto e intensidade, é mais ou menos isso que aconteceu na terça-feira 9, quando o presidente Donald Trump mandou demitir o diretor do Federal Bureau of Investigations, o FBI, James Comey, que vinha investigando as misteriosas conexões de sua campanha com a Rússia.

A explicação da Casa Branca para a demissão informa que Comey violara políticas internas do Departamento de Justiça durante a investigação sobre o uso de emails privados por Hillary Clinton quando ela ocupava o cargo de secretária de Estado.

Matéria nesta edição de VEJA compara a demissão de Comey com a de Archibald Cox por Richard Nixon, em 1973, em uma das cenas mais fortes do caso Watergate. Também analisa as chances de o Congresso americano, dominado por republicanos, pedir o impeachment do presidente.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA noiOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eliane Moura

    Fake news. Vcs só enganam burro.

    Curtir

  2. Fake news[2]

    Curtir

  3. My Gosh! That’s what I call real fake news! Não adianta Veja, as pessoas não tem mais apenas uma fonte (tendenciosa) de informação.

    Curtir

  4. Por que esse ódio a Trump? É pq ele denuncia as fake news?

    Curtir

  5. Mendes Mendes

    Não senhor reporter a comparação não faz sentido. Sentido faria se “Ministro da justiça manda investigar presidenta e ela o demite”. Não tem terceira pessoa no fato americano.

    Curtir

  6. Ex-microempresário

    Caras Johanna e Luíza: Vcs conhecem uma jornalista chamada Vilma Gryzinski ? Ela escreve na Veja.com. Talvez vcs devessem ler.

    Curtir

  7. Comecei a ler, mas tive de parar. Lamentável. Fake news

    Curtir

  8. “Fingindo outras razões” é mera opinião de vocês, imbecis.

    Curtir

  9. Helio Carneiro

    Fake news em ação

    Curtir