Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Os 168 anos de sensacionalismo do News of the World

Tabloide tornou-se o mais vendido em língua inglesa com a oferta de notícias sobre traições, crimes e escândalos

Por Gabriela Loureiro 9 jul 2011, 20h11

O sensacionalismo marca a história do News of the World desde a sua fundação em 1843. Desde então, o jornal mais barato da Grã-Bretanha trazia aos seus leitores, da forma mais direta possível, notícias sobre crime e escândalos diversos. “Nosso lema é a verdade, e a nossa prática é a defesa destemida da verdade”, era a missão do jornal, que será fechado neste de domingo, após168 anos de história, na esteira do escândalo das escutas ilegais.

Em 1880, o News of the World já vendia 30.000 cópias por semana. Quarenta anos depois, ao iniciar a cobertura de eventos esportivos, o jornal alcançou a circulação de três milhões de cópias por semana. Em 1950, a fórmula de misturar notícias sensacionalistas sobre crimes, sexo e esportes alçou o jornal à venda semanal de oito milhões de cópias. Em 1969, foi comprado pelo magnata das comunicações Rupert Murdoch, dono da News Corporation.

Semanal, o tabloide tem hoje 7,4 milhões de leitores e é – até este final de semana – o jornal mais vendido em língua inglesa. Apesar de ostentar a fama de indecente desde os seus primeiros dias, o jornal alcançou mais de um terço dos britânicos atrás de curiosidade sobre casos de divórcio, traições, sequestros, assassinatos, esportes e escândalos no final de semana. Confira abaixo alguns dos casos e polêmicas exploradas pelo tabloide:

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)