Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Opositores são interrogados por protesto em Moscou

Líderes da oposição foram condenados a 15 dias de prisão e são investigados

Por Da Redação 10 Maio 2012, 08h57

Dois líderes da oposição russa, Alexei Navalny e Serguei Udaltsov, foram interrogados como parte da investigação sobre os confrontos entre policiais e manifestantes no domingo em Moscou, informou nesta quinta-feira o Comitê Russo de Investigações. Os conflitos deixaram dezenas de feridos.

Navalny e Udaltsov, condenados na quarta-feira a 15 dias de prisão, foram convocados a depor por sua participação em “problemas massivos” e “violência contra pessoas de autoridade pública”, crimes passíveis de penas de três e seis anos de prisão, explicou o Comitê. Navalny, um blogueiro anticorrupção, e Udaltsov, dirigente da Frente de Esquerda, participaram da organização de uma enorme manifestação no último domingo contra a posse de Vladimir Putin na presidência russa.

A manifestação – que, segundo os organizadores, reuniu milhares de pessoas – virou uma batalha na qual a polícia precisou utilizar a força para dispersar a multidão. Pelo menos trinta policiais e dezenas de manifestantes ficaram feridos. Navalny e Udaltson foram presos com outros 400 militantes opositores.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade