Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Opositor de Putin, Navalny afirma receber tratamento de terrorista

Tratamento marca uma nova escalada de pressão contra o crítico mais proeminente do Kremlin

Por Ernesto Neves Atualizado em 11 out 2021, 14h57 - Publicado em 11 out 2021, 14h45

O líder opositor russo Alexey Navalny emitiu um comunicado nesta segunda-feira (11) em que afirma ter sido designado como terrorista pela administração do presídio em que está preso. 

Divulgado através de suas redes sociais, o texto de Navalny afirma que ele foi convocado perante a comissão, que votou unanimemente a favor da mudança de seu status.

A nova designação atribuída a Navalny marca mais uma escalada da pressão governamental contra o crítico mais proeminente do presidente Vladimir Putin.

Navalny também disse que não está mais sendo classificado como um preso disposto a fugir, e que por isso será submetido a controles noturnos menos rígidos dentro da cadeia. 

“Agora há uma placa sobre meu beliche dizendo que sou um terrorista”, disse Navalny no post, que foi publicado com a ajuda dos seus advogados.

Navalny cumpre pena de dois anos e meio de prisão por violações da liberdade condicional. Ele afirma que a sentença foi forjada para frustrar suas ambições políticas.

Navalny foi preso quando voltou da Alemanha para a Rússia no início de 2021. Em agosto de 2020, ele foi levado às pressas para Berlim para tratar de um envenenamento por raro um agente que ataca o sistema nervoso. 

O Kremlin negou qualquer envolvimento no envenenamento e disse repetidamente que seu tratamento é assunto do serviço penitenciário. Desde então, Putin se nega até mesmo a mencionar o nome do opositor.

Continua após a publicidade
Publicidade