Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Oposição síria quer organizar entrega de armas a rebeldes

Por Martin Bureau 1 mar 2012, 08h49

O Conselho Nacional Sírio (CNS), principal grupo da oposição, pretende organizar a entrega de armas aos rebeldes sírios, por meio de um “gabinete militar” criado recentemente, anunciou em Paris o presidente do CNS, Burhan Ghaliun.

“Sabemos que há países que manifestaram o desejo de armar os revolucionários. O CNS, por meio do gabinete militar, quer organizar este fluxo para evitar entregas diretas procedentes de países particulares”, declarou à imprensa.

“Fica descartado que as armas entrem na Síria sem controle”, completou.

Ghaliun afirmou que o gabinete militar ficará o mais perto possível do campo de batalha, provavelmente na Turquia, e terá por missão constatar quais armas são necessárias para quais missões.

Ao anunciar na quarta-feira a criação do gabinete militar, o CNS admitiu “a importância de controlar a resistência armada na Síria” e de apoiar o Exército Sírio Livre (ESL), composto essencialmente por desertores.

O CNS assume assim a militarização crescente do movimento de contestação contra o regime de Bashar al-Assad, iniciado há quase um ano e que a princípio era essencialmente pacífico.

Continua após a publicidade
Publicidade