Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Operação militar deixa 20 membros da Al Qaeda e 6 soldados mortos no Iêmen

Por Da Redação 11 jun 2012, 10h36

Sana, 11 jun (EFE).- Pelo menos 12 supostos combatentes da Al Qaeda e mais seis soldados morreram na noite de ontem em confrontos no sul do Iêmen, onde as autoridades conseguiram recuperar o controle de uma fábrica de munição, informaram nesta segunda-feira fontes oficiais.

Depois que o exército retomou o controle da fábrica, uma fonte militar disse à Agência Efe que os confrontos da última madrugada foram registrados na cidade de Yaar, uma das fortificações da Al Qaeda na província sulina de Abian.

Segundo a fonte, as forças armadas do Iêmen se preparam agora para uma ação na cidade de Al Shakra, situada a cerca de 20 quilômetros ao sul de Zinyibar, a capital da província.

Em comunicado, o Ministério da Defesa confirmou que os soldados retomaram o controle de uma fábrica de munição, a mesma que era usada como base de operações para os militantes da Al Qaeda.

Além de recuperar a fábrica, situada a sete quilômetros de Yaar, o exército também conseguiu apreender armas e munição que haviam sido roubadas, assegura a nota.

Desde no último dia 12, as forças armadas desenvolvem uma ampla ofensiva militar nas localidades de Lauder, Zinyibar e Yaar, verdadeiros redutos da Al Qaeda em Abian.

No último ano, o grupo terrorista aumentou sua atividade no Iêmen aproveitando a situação de instabilidade que o país vive desde a explosão das revoltas populares contra o presidente Ali Abdullah Saleh, que em fevereiro abandonou definitivamente o poder. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade