Clique e assine a partir de 8,90/mês

Operação militar contra rebeldes curdos mata 8 na Turquia

Militantes do PKK atacaram centro de Sirnak com granadas e fuzis no domingo

Por Da Redação - 29 out 2012, 11h32

Uma operação do Exército turco nesta segunda-feira terminou com a morte de oito integrantes do Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK), a guerrilha curda que no domingo realizou vários ataques no centro da cidade de Sirnak, situada no sudeste da Turquia, informou o escritório do governador desta província.

Segundo a fonte, um grupo de rebeldes, armados com lança-granadas e fuzis, realizou ataques simultâneos contra vários edifícios do centro de Sirnak, incluindo o da Direção de Segurança, escritórios do governo local e residências militares e policiais. De acordo com a agência Anadolu, um policial morreu no ataque e outros dois ficaram feridos, enquanto vários edifícios civis e empresariais ficaram danificados.

Leia também:

Leia também: As ambições escusas da Turquia, entre Ocidente e Oriente

Capital da província homônima, a cidade de Sirnak possui cerca de 60.000 habitantes e fica perto da fronteira com Síria e Iraque. O que chama a atenção neste ataque é que, geralmente, o PKK costuma combater fora das zonas urbanizadas, o que não ocorreu desta vez. Desde o último ano, a guerrilha multiplicou sua atividade e, inclusive, começou a realizar ataques em locais habitados, mas afastados das grandes capitais.

O PKK iniciou sua luta armada em 1984 para defender a autodeterminação dos 15 milhões de curdos na Turquia e, desde então, mais de 45.000 pessoas morreram nos combates entre a guerrilha e as forças de segurança. Este ano já é o mais sangrento da última década, com mais de 600 mortes registradas (100 soldados e mais de 500 guerrilheiros).

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade