Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

ONU: Portugal assume a frente do Conselho de Segurança

Paralelamente, Brasil faz campanha para ocupar assento permanente no órgão

Por Da Redação 1 nov 2011, 08h05

Portugal assume nesta terça-feira a Presidência mensal do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). A prioridade, segundo diplomatas portugueses, é discutir sobre o pedido de admissão feito pela Autoridade Nacional Palestina (ANP) como estado independente e autônomo, além da atuação do Tribunal Penal Internacional (TPI), que apura as violações ocorridas na Líbia durante os 42 anos de governo de Muamar Kadafi, morto no dia 20.

Leia também:

Leia também:

Unesco reconhece estado palestino como membro pleno

As discussões devem ocorrer na quarta-feira, dia 2, na primeira reunião formal de Portugal como presidente do conselho. A ideia é aprovar o programa de trabalhos destinados às operações de paz no âmbito internacional. Durante os debates, deve ser apresentado o primeiro relatório do comitê de admissão sobre o cumprimento dos requisitos de admissão do estado palestino pelo conselho.

Brasil – O Brasil integra o Conselho de Segurança das Nações Unidas até o próximo mês. No total, o órgão reúne 15 países – cinco permanentes e dez rotativos. Todos se revezam na Presidência, sendo que cada um fica na função por apenas um mês.

Paralelamente, a presidente Dilma Rousseff faz campanha em favor da reforma do conselho na tentativa de o Brasil ocupar um assento permanente no órgão. Para os negociadores brasileiros, o ideal é aumentar de 15 para 25 vagas no total, abrindo espaço para a América Latina, a África e o Leste da Europa.

Continua após a publicidade
Publicidade