Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

ONU aprova resolução para cortar financiamento do Estado Islâmico

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h17 - Publicado em 17 dez 2015, 18h53

O Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade nesta quarta-feira uma resolução para cortar o financiamento de organizações jihadistas. A medida pretende atingir o bolso do grupo Estado Islâmico (EI), secando sua fonte de renda.

Pela primeira vez, os ministros das Finanças dos quinze países do Conselho se reuniram em Nova York para levar a proposta adiante.

Leia também:

Ministro italiano recebe balas de fuzil e ameaças em carta assinada pelo Estado Islâmico

Encanador dos EUA descobre que seu carro foi parar nas mãos de jihadistas na Síria

Continua após a publicidade

A resolução, um texto técnico de 28 páginas atualizado conjuntamente por Washington e Moscou, aponta diretamente o Estado Islâmico e os seus milhões de dólares da venda de petróleo e de antiguidades que se encontram nos vastos territórios controlados pelo grupo na Síria e no Iraque.

O texto pede aos países para “atuar de forma enérgica e decisiva para cortar os fundos e outros recursos econômicos” de que dispõem o grupo terrorista.

A resolução convida todos os países a tornar o financiamento do terrorismo “um grave crime nas leis nacionais” e intensificar a troca de informações sobre o tema, somando às informações dos governos, as que puderem ser obtidas junto ao setor privado.

Este texto “complementa as medidas precedentes e reforça as ferramentas existentes”, destacou o secretário de Estado americano, Jacob Lew, que presidiu a sessão.

(Com AFP)

Continua após a publicidade
Publicidade