Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Onda de frio mata três pessoas na Bulgária e uma na Albânia

Por Da Redação 8 fev 2012, 15h21

Sófia, 8 fev (EFE).- Três pessoas morreram nesta quarta-feira na Bulgária e uma na Albânia devido à onda de frio que castiga a Europa desde o início da semana passada.

O número de vítimas na Bulgária já chega a 21, incluídas dez pessoas que morreram na inundação de uma pequena localidade no sul do país após a ruptura de um dique.

Nesta quarta-feira, um homem de 62 anos, pai de uma conhecida cantora búlgara, foi achado sem vida na estrada entre dois povoados, a dez quilômetros da capital Sófia.

Os corpos das outras duas vítimas, ambas de meia idade, foram achados em duas localidades também próximas à capital.

As autoridades mantiveram hoje alerta laranja em todas as regiões da Bulgária devido às temperaturas de até 15 graus abaixo de zero, fortes ventos e nevascas.

Continua após a publicidade

As autoridades do país proibiram a navegação em parte do Danúbio devido às complicadas condições meteorológicas, que causaram o congelamento de 90% das águas do rio.

Ondas de até seis metros de altura castigaram nesta tarde toda a costa búlgara do Mar Negro, inundaram portos e hotéis e destruíram navios pesqueiros.

Na pequena cidade de Tsarevo, perto da fronteira com a Turquia, as ondas alcançaram dez metros de altura e vários restaurantes e estabelecimentos foram inundados. Os principais portos do país continuam fechados.

Na Albânia, um sem-teto de 37 anos foi encontrado morto nesta quarta-feira no centro da capital Tirana, provavelmente vítima de hipotermia.

As autoridades albanesas informaram que 13 estradas rurais no norte e nordeste do país estão cortadas deixando dezenas de localidades isoladas.

A superfície do reservatório de Fierza, que abastece as principais hidrelétricas do país, está congelada, um fenômeno que não ocorria desde 1985. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade