Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oliver Stone vai dirigir filme sobre Edward Snowden

Cineasta americano terá com base em livro sobre o ‘despertar político’ do ex-analista de inteligência que revelou o alcance da espionagem dos EUA

O cineasta americano Oliver Stone já transformou em filme a furada tese de que a CIA tramou o assassinato do presidente John Kennedy. Também comandou uma peça de propaganda vendida como documentário: Ao Sul da Fronteira, que retrata a Venezuela como modelo de democracia. Sua próxima empreitada será contar a história de Edward Snowden, o ex-analista de inteligência que revelou o alcance dos programas de espionagem do governo americano.

O filme será baseado no livro The Snowden Files, escrito por Luke Harding, jornalista do britânico The Guardian, um dos primeiros a divulgar os documentos secretos subtraídos por Snowden da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês). Harding e outros jornalistas do Guardian atuarão como consultores. As gravações estão previstas para começar antes do fim deste ano.

Leia também:

Snowden afirma ter pedido asilo ao Brasil oficialmente

Snowden diz que foi treinado pela NSA para ser um espião

A opinião de Stone sobre o ex-analista é conhecida. Ele declarou em julho do ano passado que considera Snowden um herói por ter revelado que os Estados Unidos “repetidamente violaram a quarta emenda à Constituição” – que garante aos cidadãos que seus pertences, lares e papéis estarão resguardados de investigações indevidas do poder público.

O livro que servirá de inspiração para o diretor também tem uma posição bem definida, segundo a descrição feita pelo diário britânico: “traça o despertar político do jovem de vinte e poucos anos, um republicano comprometido que viu seus valores libertários cada vez mais em desacordo com o programa de vigilância do governo”.

Saiba mais:

Livro sobre Snowden começa como thriller e termina em manifesto

Eu espiono, tu espionas, nós espionamos…

Se Snowden é um ativista da paz ou um traidor da pátria, ainda é algo que divide a opinião pública americana, mas os documentos que ele vazou de fato escancararam a dimensão da bisbilhotice do governo americano. “Esta é uma das maiores histórias do nosso tempo”, disse Stone, em comunicado. “É um grande desafio”.

O filme do diretor de Platoon e de documentários sobre Fidel Castro e Hugo Chávez terá ao menos um concorrente. Sem Lugar para Se Esconder é um projeto adaptado do livro homônimo escrito por Gleen Greenwald, jornalista que trabalhava para o Guardian e para quem Snowden entregou os documentos. O projeto será coordenado por dois produtores da série James Bond.