Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oito crianças se suicidaram na Rússia desde o início de fevereiro

Uma menina de 10 anos foi encontrada enforcada em um apartamento na república russa de Kalmukia (sul), anunciaram nesta quinta-feira as autoridades locais. Este é o oitavo caso de suicídio infantil na Rússia desde o início de fevereiro.

“Uma menina foi encontrada enforcada no dia 15 de fevereiro em um apartamento em Elista”, declarou o comitê de investigação da região de Kalmukia, segundo a agência Interfax.

No mesmo dia, um adolescente de 16 anos morreu ao se jogar do 16º andar de um prédio no sudoeste de Moscou, de acordo com uma fonte da polícia russa.

Seis outros suicídios de jovens – dois meninos e quatro meninas – foram contabilizados na primeira quinzena de fevereiro no país, principalmente na região de Moscou, informou a Interfax.

A autoridade russa para os direitos da criança, Pavel Astakhov, pediu no dia 10 de fevereiro a implantação de um programa de prevenção do suicídio de menores.

Ele ressaltou que a Rússia é o primeiro país da Europa em termos de suicídio entre pessoas de 15 a 19 anos de idade. Astakhov acrescentou que 200 crianças de 10 a 14 anos se suicidam todos os anos, assim como 1.500 adolescentes de 15 a 19 anos.

A taxa de suicídio entre a população da Rússia foi de 23,5 para cada 100 mil em 2010, em queda em relação aos 42 por 100 mil registrados em 1995, segundo um relatório publicado em novembro pela Unicef e o ministério russo da Saúde.

O país é o sexto no ranking mundial, com um nível muito superior do que a média (14/100.000) e em um nível “crítico” definido pela Organização Mundial da Saúde (20/100.000).