Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Oito crianças são achadas mortas a facadas na Austrália

Mãe de sete das vítimas foi encontrada ferida no local e levada para o hospital. O primeiro-ministro do país, Tony Abbott, descreveu o crime como 'abominável'

Por Da Redação 19 dez 2014, 05h42

Oito crianças com idades entre 18 meses e 15 anos foram encontradas nesta sexta-feira mortas a facadas em uma casa no subúrbio da cidade de Cairns, no nordeste da Austrália. Uma mulher de 34 anos, mãe de pelo menos sete das vítimas, foi achada no mesmo local e hospitalizada com ferimentos de faca de peito. A polícia chegou até a casa depois de uma denúncia.

O primeiro-ministro Tony Abbott descreveu o crime como “desolador” e “abominável”. “Todos os pais sentem uma tristeza angustiante pelo que aconteceu.” A morte das oito crianças é um choque para a Austrália, na mesma semana em que o país viveu o trauma do sequestro em uma cafeteria de Sydney que terminou com a morte de duas pessoas. “São dias difíceis para o nosso país”, disse Abbott.

Investigação – O inspetor Bruno Asnicar, responsável pela investigação, disse que a polícia está interrogando testemunhas e que ainda é cedo para falar em suspeitos. Apesar de nenhuma prisão ter sido efetuada até agora, o policial tranquilizou os moradores da região. “Este foi um incidente trágico, mas não há nenhuma razão para que a população fique preocupada com sua segurança”, afirmou ele perto da cena do crime.

Peritos ainda estão procurando pistas dentro da casa, que está lacrada. Asnicar relatou que os primeiros policiais que atenderam a ocorrência conseguiram agir com profissionalismo, embora tenham sido afetados pela chocante cena do crime. “Eventos como este são extremamente perturbadores para todos. Os policiais não estão imunes a isso, somos seres humanos também. Mas a equipe que temos aqui é bem treinada e muito profissional”, afirmou.

Citando fontes policiais, o jornal local The Australian reporta que a polícia acredita que a mãe matou as crianças e tentou cometer suicídio. O inspetor Asnicar informou que o quadro de saúde da mulher ferida é estável e que ela está colaborando com as investigados. Segundo ele, a mãe das vítimas não foi colocada sob custódia policial.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade