Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ofensiva contra líder máximo das Farc captura seu chefe de segurança

Bogotá, 4 nov (EFE).- O ministro de Defesa colombiano, Juan Carlos Pinzón, anunciou nesta sexta-feira que a ofensiva militar contra o local onde se presume que esteja o conhecido como ‘Alfonso Cano’, líder máximo das Farc, deixou o saldo de duas mortes e quatro capturas, entre elas a de seu chefe de segurança.

‘El Índio Efraín, o chefe de segurança de ‘Alfonso Cano’ e os outros três capturados também fazem parte do círculo de segurança do chefe das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), cujo nome real é Guillermo León Sáenz’, disse o titular da Defesa em entrevista coletiva.

Também disse que nas operações outros dois guerrilheiros da Frente Sexto do grupo armado ilegal morreram.

Segundo Pinzón, ‘nos combates morreram conhecido como ‘El Zorro’, um operador de rádio’, com 14 anos de militância no grupo guerrilheiro, assim como ‘uma mulher que ainda se analisa quem seja. Pode ser a companheira de ‘Alfonso Cano”, disse.

Durante o dia a imprensa local especulou com a possibilidade de que o líder máximo da maior guerrilha do país tenha sido ferido, embora o ministro não se referiu a quem estava no acampamento atacado. EFE