Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

OEA: Missão com 500 observadores acompanhará eleições

Presidente do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) do país explicou que a missão da OEA vai fazer um 'monitoramento' do processo eleitoral

Por Da Redação 22 ago 2012, 12h03

A Organização dos Estados Americanos (OEA) deve enviar uma missão com 500 observadores ao Paraguai na próxima semana para acompanhar o processo eleitoral do país, que realizará eleições em 21 de abril de 2013. Os membros da comitiva iniciarão suas atividades no dia 9 de dezembro deste ano.

O presidente do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) do Paraguai, Alberto Ramirez Zambonini, explicou que a missão da OEA vai fazer um “monitoramento” do processo eleitoral e que os órgãos Executivo, Judiciário e Legislativo apoiaram a participação dos observadores.

A situação política do Paraguai começou a chamar a atenção da comunidade internacional após o ex-presidente Fernando Lugo ter sido deposto de seu cargo pelo Congresso no final de junho deste ano. Ele foi acusado de mau desempenho de suas funções, sendo substituído pelo vice-presidente Federico Franco.

Desde a destituição, Assunção foi suspensa do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). A OEA ainda está debatendo sobre qual será sua atitude em relação ao país. A expectativa dos paraguaios é que, com as eleições, as punições acabem.

Eleições – A previsão é que 3,4 milhões de eleitores votem em abril de 2013, quando serão escolhidos os novos presidente, vice-presidente, governadores, senadores e deputados federais.

De acordo com o presidente da Justiça Eleitoral, mais de 100.000 jovens votarão pela primeira vez. As cifras ainda apontam que pelo menos 20.000 paraguaios que vivem no exterior participarão das eleições.

A justiça eleitoral do Paraguai não definiu se Lugo pode concorrer ao cargo de presidente. O ex-mandatário disse que pretende disputar uma vaga no Senado e liderar a oposição.

Leia mais:

‘América Latina terá de aprender a conviver com Paraguai’

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)