Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Observadores da ONU vão permanecer na Síria

Forte repressão ameaça equipes, que 'continuam comprometidas' com a missão

Por Da Redação - 19 jun 2012, 20h45

A missão dos observadores da ONU vai permanecer na Síria, afirmou nesta terça-feira o General Robert Mood, líder da equipe no país, segundo a rede CNN. As atividades da missão estavam suspensas desde sábado devido ao aumento da repressão na Síria, que comprometia a segurança dos observadores. O militar afirnou que espera retomar as operações em breve, sem especificar a data.

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o regime de Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança, que já mataram milhares de pessoas no país.
  3. • A ONU alerta que a situação humanitária é crítica e investiga denúncias de crimes contra a humanidade por parte do regime.

Leia mais no Tema ‘Guerra Civil na Síria’

Após uma reunião com membros do Conselho de Segurança, Mood justificou a permanência dos observadores em meio ao conflito. “O sofrimento do povo sírio – homens, mulheres e crianças, alguns deles presos em suas casas devido à repressão – está piorando. Mas eu continuo comprometido com a missão. Não vamos a lugar algum”, garantiu.

Publicidade

Herve Lasdous, chefe de operações de manutenção da paz da ONU, disse à imprensa que “,no momento, optamos por não modificar” a missão dos observadores.

Missão – Em abril, cerca de 300 monitores foram enviados à Síria para garantir que ambos os lados do conlfito seguissem o plano de paz proposto pelo enviado especial Kofi Annan. Mas o cessar-fogo, que deveria ter sido aplicado no mesmo mês, nunca saiu do papel, e a repressão vem aumentou rapidamente desde maio.

Mood afirmou que a repressão está chegando “cada vez mais perto” dos monitores, e que eles “foram atacados diversas vezes“. O general disse ainda que está revendo as condições de trabalho da equipe.

Publicidade