Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obama vive um dia de ‘Orange Is The New Black’

Ele foi o primeiro presidente americano da história a visitar um presídio durante o mandato. Obama pressiona Congresso para aprovar mudanças no sistema carcerário

Barack Obama se tornou nesta quinta-feira o primeiro presidente dos Estados Unidos a visitar durante seu mandato uma prisão federal do país, dentro de sua campanha para impulsionar uma reforma no sistema penitenciário do país. Obama se reuniu com presos e com funcionários de segurança na prisão da El Reno, um centro de média segurança no leste do Estado de Oklahoma que abriga mais de 1.200 detentos. Nas redes sociais, a visita de Obama foi comparada ao seriado do Netflix ‘Orange Is The New Black‘, que se passa dentro de um presídio.

Obama defende a necessidade de uma reforma no sistema de justiça penal e vem também divulgando propostas como a redução das sentenças para os condenados por delitos não violentos relacionados com as drogas, que afetam de forma desproporcional os hispânicos e afro-americanos do país. O presidente, além disso, gravará uma entrevista para a revista Vice, que realiza um documentário sobre o sistema penitenciário americano.

Leia também

Obama reduz a pena de 46 condenados americanos

Em vídeo, Michelle Obama libera selfies de visitantes na Casa Branca

A população carcerária dos EUA é hoje de 2,2 milhões de pessoas, um número significativamente maior que os 500.000 reclusos que havia em 1980, quando o Congresso aprovou uma reforma para que os condenados por delitos de drogas tivessem que cumprir um tempo mínimo na prisão. O país concentra 25% dos presos do mundo, uma taxa quatro vezes mais alta que a da China e superior à dos 35 maiores países da Europa, segundo explicou Obama em seu pronunciamento.

O líder quer que o Congresso aprove este ano uma reforma que, em sua opinião, deve abranger três eixos: ações de prevenção mediante o investimento em educação, mudanças no sistema de justiça juvenil e o fim da superpopulação nas prisões. “Esta é uma área na qual me sinto moderadamente otimista sobre as perspectivas de que o Congresso atue”, disse Obama em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

(Da redação)